Set
24
2013

Vitaminas e Minerais

Escrito por Flor de Lis Última atualização (24 Outubro 2013)
PDFImprimirE-mail

Compartilhe

Vitaminas e Minerais

 

Ferro: Sua carência pode resultar na diminuição dos níveis de hemoglobina. Originando a anemia.

 

Fósforo: Sua carência pode resultar em estresse, raquitismo, alterações nas funções cerebrais como, raciocínio lento, deficiências imunológicas e deficiência no crescimento dos cabelos.

 

Selênio: Sua carência pode causar cardiopatias, derrame, carcinogênese e envelhecimento precoce, sendo necessária sua reposição diária, pois possui papel fundamental nas reações relativas ao metabolismo do oxigênio.

 

Zinco: Sua carência pode interferir no processo de coagulação sanguínea, defesas imunológicas, má digestão, reprodução celular da pele, ossos, aparelhos reprodutores e medula óssea. indispensável no metabolismo dos ácidos nucléicos e proteínas.

 

Vitamina A: Sua carência pode interferir no processo fotoquímico da visão, causando cegueira noturna. Renovação e à manutenção da integridade do tecido epitelial, bem como nos processos imunológicos do organismo.

 

Vitamina B1: Sua carência pode interferir no controle do funcionamento do coração e do sistema nervoso, musculatura, formação de hormônios e glóbulos vermelhos, na capacidade de aprendizado, fraqueza mental e física, e atividades do sistema nervoso. É indispensável sua participação no metabolismo de carboidratos, promovendo a liberação de energia dos alimentos.

 

Vitamina B2: Sua carência pode causar interferência na integridade dos olhos, pele, mucosas, formação das células vermelhas do sangue, anemia, rachaduras labiais, produção de anticorpos, crescimento do organismo e metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas. Coenzima fundamental na respiração celular em processos oxidativos biológicos e na manutenção da integridade dos eritrócitos.

 

Vitamina B6: Sua carência pode causar interferência na absorção de proteínas, gorduras, carboidratos, síntese normal do ácido nucléico, distúrbio pré-menstruais, produção e multiplicação das células brancas e vermelhas e distúrbios nervosos, pois é de fundamental importância no metabolismo dos aminoácidos.

 

Vitamina B12: Sua carência pode interferir no desenvolvimento de glóbulos vermelhos, resultando numa anemia, e no funcionamento normal do sistema nervoso, pois se faz necessária sua complementação em alguns casos em que a pessoa faz uso de dieta vegetariana-macrobiótica por período prolongado.

 

Vitamina C: Sua carência pode interferir na síntese de colágeno, na respiração celular, no metabolismo de aminoácidos, na ativação de enzimas, absorção de ferro, defesa do organismo contra infecções e toxiinfecções, na síntese de hormônios corticosteróides, bem como no mecanismo de produção de hemoglobina e maturação dos glóbulos vermelhos. (combate os radicais livres)

 

Vitamina D: Sua carência pode causar má formação das matrizes ósseas e certas doenças cardíacas. Sua baixa ingestão pode provocar também o raquitismo e osteoporose, pois é fundamental no metabolismo e fixação do cálcio e fosfato.

 

Vitamina E: Sua carência pode causar interferência na atividade das membranas celulares e mitocôndrias, reações enzimáticas envolvidas nos processos da respiração celular, envelhecimento precoce, processos reprodutivos e doenças cardíacas, sendo um fundamental agente redutor e poderoso antioxidante.